A classificação dos gases perigosos em espaços confinados

A presença de gases é o maior risco para a segurança do trabalhador em ambientes fechados. E para garantir que os colaboradores possam desempenhar seu trabalho dentro desses locais, deve-se conhecer os riscos que eles poderão correr. No caso dos gases, é necessário saber quais tipos de gases oferecem quais riscos dentro do espaço confinado. Então separamos aqui uma tabela com a classificação dos riscos dos gases e quais são os mais perigosos.

Quais os riscos classificados?

Podemos classificar os gases que podem estar presentes em espaços confinados em três diferentes grupos. Esses grupos nós chamamos de T. I. A dos gases: Gases Tóxicos, Gases Inflamáveis e Gases Asfixiantes Simples, todos são gases perigosos. Para cada classificação existe um procedimento diferente de segurança. Portanto a empresa deve estar bem atenta para qual dos tipos irá enfrentar. É importante saber que os gases podem estar classificados em mais de uma categoria, porém deve se considerar previamente o primeiro risco, isto é, a situação na qual o gás  será o perigo mais iminente à vida humana.

Gases Tóxicos

Os gases tóxicos são aqueles que em pequenas quantidades fazem mal ao ser humano. Esse tipo de gases perigosos podem estar presentes no espaço, porém em quantidades muito pequenas (pare se ter uma ideia, a medida utilizada é PPM, ou seja, partes por milhão), tendo que estar abaixo do chamado Limite de Tolerância. É possível consultar o LT de um gás dentro da NR15, anexo 11. Lá existe uma tabela com as informações sobre a composição e limite de exposição de cada gás. Monóxido de carbono e gás sulfídrico são alguns dos gases tóxicos mais comuns em ambientes confinados.

Gases Inflamáveis

Os gases inflamáveis são àqueles que quando atingem a mistura ideal entre oxigênio, gás e temperatura de ignição entram em combustão, existem vários fatores a serem considerados como Limite Inferior de inflamabilidade do gás, ponto de fulgor, ponto de ignição…. Cada gás tem suas características próprias, como por exemplo:
Metano CH4
Limite Inferior de Inflamabilidade: 5,0 % em volume
Temperatura de ignição: 540,4 °C

Asfixiantes simples:

Asfixiantes Simples são aqueles que em pequenas quantidades não reagem no organismo, mas ao ganhar volume deslocam o ar, causando a asfixia, ou seja, o nível da presença deles no espaço que os determinam se são gases perigosos à vida humana ou não. Os gases mais comuns por essa reação são o Nitrogênio (N2) e Argônio (Ar).

Segurança

A medida primordial de segurança em questão de todos os casos é a detecção de gases. Saber quais os gases estão presentes no espaço confinado onde sua empresa realiza as atividades. Contar com um especialista na hora de montar um sistema de detecção de gás faz a diferença. Conheça os serviços da Yorgos Ambiental.